Antes de tudo, gostaria de deixar bem claro: poupar seu dinheiro é uma das melhores coisas que você pode fazer pela sua vida. Além disso, a segurança financeira que vem do seu aprendizado sobre dinheiro e finanças pessoais faz com que você seja capaz de ir atrás dos seus sonhos, objetivos e permite tentar coisas novas e se arriscar em sua vida e carreira.

Então, porque algumas pessoas acreditam que viver de maneira frugal  e poupar dinheiro é um desperdício de tempo? Que não é possível viver a vida e poupar ao mesmo tempo?

É possível Poupar e Viver?

frugalidade poupar e viver

Muitas pessoas acreditam que a felicidade só existe se gastarmos dinheiro. É claro que o dinheiro pode sim melhorar a sua vida, mas isso não é tudo. E, mais importante: se o dinheiro não for administrado da forma correta, ele pode levar a dívidas, stress e uma série de problemas que afetam sua casa, sua família e a sua vida como um todo.

Viver uma vida frugal não apenas ajuda você a poupar seu dinheiro, mas também o prepara para emergências e gastos inesperados que, de outra forma, podem levar a más decisões financeiras e dívidas que forçarão você a viver essa vida de trabalhar somente para pagar as contas.

Por esses motivos, aprender a poupar dinheiro não deveria ser somente uma saída quando você já está com problemas. Deveria ser um hábito que você carrega para a vida inteira. Um hábito que o prepara para qualquer emergência, mudança radical e que permite que você tome decisões na sua vida e na sua carreira que não dependam unicamente da questão financeira.

Então, não só é possível poupar e viver, como também é preciso aprender a poupar e administrar seu dinheiro para poder viver a vida como ela deve ser vivida.

Crenças limitantes sobre poupar dinheiro

Afirmar que você vive uma vida frugal e poupa seu dinheiro pode levar a muitas conclusões negativas e preconceitos. As pessoas podem pensar que você é muquirana, mão-de-vaca, que compra produtos de má qualidade só porque são baratos, que não se diverte, não tem hobbies, não sabe relaxar e está desperdiçando sua vida.

Será que é verdade?

Infelizmente muitas pessoas acreditam que sim, e isso as afasta da educação financeira. O que é muito triste, porque se essa crença limitante estiver presente por muito tempo, estas pessoas somente entenderão a importância de poupar dinheiro quando estiverem em maus lençóis. Somente quando estiverem mais velhas ou com dívidas, irão parar para pensar que deveriam ter economizado mais, gastado com menos bobagens, e dedicado mais tempo para administrar suas contas e pensar no seu futuro.

Não é necessário chegar a esse ponto. Você não precisa estar endividado e sem saída para começar a investir na sua educação financeira. Não espere chegar a idade da aposentadoria para descobrir que o INSS não é capaz de pagar mensalmente aquilo que você precisa para manter o seu padrão de vida. Não espere uma emergência para descobrir que precisará pagar juros altíssimos em empréstimos de última hora.

Existem milhares de razões para poupar dinheiro, e nunca é tarde para começar.

Razões para poupar dinheiro

1- Você não precisa de tanto dinheiro

você não precisa de tanto dinheiroAs melhores coisas da vida são gratuitas. Você não precisa morar em uma mansão, trocar de carro todo ano, ter o último celular da moda ou roupas de marca para ser feliz.

Olhe à sua volta: quantas coisas você comprou no último ano e não usa mais? Roupas? Objetos? Comida que estragou na despensa?

Viver uma vida frugal significa priorizar aquilo que é necessário para ter uma vida tranquila e feliz.  E isso não inclui somente gastos imprescindíveis para a sua sobrevivência, mas também aqueles pequenos luxos que nos trazem alegria no dia-a-dia. Porém estas coisas devem ser importantes para nós e feitas de forma racional, e não um impulso passageiro ou, mais importante, uma compra feita para impressionar outras pessoas. Essas pessoas pagam as suas contas? Não. Então não gaste sua energia e o seu dinheiro tentando impressioná-las com bens materiais. As verdadeiras amizades não se importam com isso.

2- Ter uma vida boa não significa viver uma vida cara

ter uma boa vida dinheiro frugalidadeExistem alguns mitos sobre poupar dinheiro que são muito comuns por aí.As pessoas dizem coisas como:

“Não posso poupar dinheiro porque não quero ficar a vida inteira comendo carne de segunda e contando moedas”

Tal pessoa só consegue poupar dinheiro porque é muquirana”

“Eu prefiro aproveitar a vida hoje enquanto sou jovem e me preocupar com dinheiro quando for mais velho”

“Dinheiro é feito para ser gasto, não trabalho tanto para ficar guardando tudo no banco”

Nenhuma dessas afirmações é verdadeira.

Se você realmente acredita que gastar dinheiro ao invés de poupar é o que traz felicidade, então você deve mudar a sua maneira de pensar.

A felicidade só é encontrada através do equilíbrio. Você pode poupar e gastar o seu dinheiro com o que gosta e com isso ter uma vida confortável e feliz. Você não precisa escolher entre poupar OU viver. Com a educação financeira, o objetivo é fazer os dois ao mesmo tempo. É saber que você pode pagar pelo que quiser, sabendo que aquilo irá trazer benefícios reais para a sua vida e o seu bem estar.

Existem inúmeras maneiras de aproveitar a vida e poupar ao mesmo tempo. Você pode viajar, mas não precisa fazer isso em todos os feriados possíveis – inclusive, pagando mais caro por tudo e enfrentando mais trânsito e filas devido à alta temporada do que em épocas de baixa temporada.

Já parou para pensar que, ao invés de “descer a serra” para a praia todo feriado ou fim de semana, você poderia economizar esse dinheiro e fazer uma viagem mais longa, ou até mesmo internacional?

Ver os amigos e a família é algo ótimo, mas você já pensou que é possível fazer tudo isso com planejamento e gastando menos? Sem precisar ir para aquele bar da moda toda sexta feira ou fazer aquele churrasco regado de picanha e cerveja boa TODO domingo sem falta? Será que não existem alternativas? Programas diferentes para se fazer que se encaixem melhor no orçamento e permitam que você tenha momentos ainda mais prazerosos no futuro?

Sim, você ainda pode ver a sua família, seus amigos, passear, viajar e muito mais, tudo isso mantendo o seu orçamento sob controle e conseguindo poupar dinheiro. A resposta para tudo isso é PLANEJAMENTO.

Por exemplo, hoje eu poderia sair e gastar todo o meu dinheiro comprando coisas e passeando por aí, mas eu não sinto uma necessidade real de fazer isso. Eu compro o que eu quero e preciso de verdade, e sou muito feliz com tudo o que tenho. Ser frugal não é algo forçado, e sim algo natural que foi incorporado na minha rotina.

Ao viver uma vida mais simples, você provavelmente irá focar em fazer e consumir produtos e serviços de qualidade que te trazem felicidade e irão durar por mais tempo. Sabendo o que se quer, é possível realizar escolhas melhores, de mais qualidade que irão durar mais tempo e trazer mais sensação de satisfação.

Sim, porque ser frugal e viver uma vida simples não significa morar no meio do mato consumindo o que a terra lhe dá (mas é possível, se essa for a sua escolha). Significa entender o que é importante para você e realizar escolhas de qualidade, sem impulsos ou modas passageiras. É gastar seu dinheiro de forma consciente, e como consequência conseguir poupar e investir corretamente.

Lembre-se que bens materiais nem sempre trazem felicidade. Inclusive, eles podem apenas trazer stress, dívidas e problemas para a sua vida.

Pense nisso: quanto mais coisas você tem, maior é a probabilidade de algo quebrar, se perder, ser deixado de lado. Quanto mais coisas você tem na sua casa, maior é a  probabilidade de tudo virar uma bagunça, juntar pó, ficar esquecido em um canto e ocupar um espaço que poderia ser melhor utilizado para outras coisas mais importantes para você.

Quanto mais gastamos dinheiro com bobagens, menos podemos apreciar verdadeiramente cada compra que fazemos.

Por isso é importante ter prioridades. Você não precisa ser extremo e comprar apenas o que é estritamente necessário para a sua sobrevivência, e sim ter auto conhecimento e sinceridade o suficiente para saber o que te faz feliz: Um objeto de decoração, uma roupa nova que é do seu estilo, um calçado de qualidade, um eletroportátil que irá facilitar a sua vida. Mas tudo isso deve ser pensado e incluído dentro do seu orçamento. Eventualmente, escolhas precisarão ser feitas – mas a vida é feita de sacrifícios e escolhas.

3- Os Juros Compostos são extremamente poderosos

Poupar por si só não deve ser um objetivo. Você deve fazer um planejamento financeiro, estabelecer seus objetivos e investir o dinheiro poupado. E é aí que entra o poder dos juros compostos.

Um dos maiores motivos para poupar e investir dinheiro são os juros compostos. E fazer isso o mais rápido possível é essencial, pois eles se beneficiam com o tempo.

Os juros compostos nada mais são do que juros sobre juros. Eles estão presentes no mercado financeiro como um todo, e você pode – e deve- usá-lo ao seu favor.  Ao render juros sobre juros, o investimento que você faz hoje pode se transformar em quantias muito maiores no futuro. Então poupar dinheiro por anos não significa somar cada quantia poupada mensalmente, porque ao investir essa quantia será multiplicada inúmeras vezes através dos juros compostos.

Inclusive, investindo apenas R$ 100,00 por mês durante a sua vida, é possível ganhar centenas de milhares de reais somente com juros compostos. Quer saber como? Então veja os cálculos sobre o poder dos juros compostos neste artigo. 

4- Você não precisa gastar dinheiro à toa

Você não precisa gastar todo o seu dinheiro só porque você pode. Viver um degrau abaixo do que o seu dinheiro pode comprar é o segredo para uma vida financeira próspera e equilibrada. Inclusive, este é o grande segredo dos milionários – os de verdade, que administram suas fortunas corretamente e prosperam há décadas.

Isso significa que você não deve olhar para a sua conta bancária, ou pior, para o limite do seu cartão de crédito, e automaticamente pensar em tudo o que pode comprar ou fazer com aquele dinheiro.

Se você tivesse decidido poupar seu dinheiro ao invés de gastar cada centavo possível até chegar o próximo salário, você já estaria há tempos na jornada rumo à independência financeira, na qual você não precisaria mais do seu salário mensal para sobreviver.

Então, resista ao impulso de viver sempre no limite do seu orçamento. Existem muitas coisas que você realmente não precisa para viver,  e até os pequenos gastos fazem diferença no futuro, não somente pelo valor em si, mas também pelo hábito de gastar dinheiro de forma consciente e transformar o ato de poupar dinheiro em um hábito.

5- Cada pessoa é única

Você não deve se importar com o que as outras pessoas fazem para poupar dinheiro. Se alguém prefere comer carne de segunda para poder se aposentar mais cedo no futuro, quem é você para julgar?

Lembre-se que todos nós somos diferentes e é justamente essa a beleza da vida. Se todos fôssemos iguais, e tivéssemos a mesma vida, não haveria graça nenhuma.

As pessoas julgam demais as outras. Você pode ouvir ou falar coisas inimagináveis sobre o estilo de vida dos outros:

  • Que é bobagem pagar tão caro em restaurantes refinados enquanto anda por aí com jeans rasgado.
  • Que não vale a pena passar o feriado em casa sozinho assistindo Netflix ao invés de viajar para um lugar qualquer.
  • Que não adianta fazer cursos caros enquanto que a sua casa não tem nem um sofá para sentar.

Eu dei exemplos mais extremos, mas foi para ilustrar que nenhum dos argumentos acima é válido. Cada pessoa é única e sabe das suas prioridades.

Eu, por exemplo, não dou a mínima para marcas de roupas. Contanto que a roupa seja bonita e de uma qualidade razoável, não me importa se é da marca X ou Y ou se eu comprei no shopping ou em um brechó. E também não acumulo peças, compro apenas o que eu sei que vou usar e não o que me deixou empolgada na vitrine ou que está na moda. Todas as minhas roupas cabem em um guarda roupas de 4 portas e uma cômoda, que ainda divido com meu marido e com as roupas de cama e toalhas. Quando viajo, carrego pouquíssima bagagem – e nela cabe quase meu guarda roupas inteiro. Mas, por outro lado, eu me importo com a minha alimentação e gasto dinheiro com alimentos de qualidade e feitos com ingredientes mais naturais. Estas são as minhas prioridades, e você tem – ou deveria ter- as suas.

Então, faça e deixe as pessoas fazerem o que elas quiserem para poupar dinheiro. Não se espelhe nos outros, entenda o objetivo (poupar dinheiro) e adapte a sua realidade e os seus gostos pessoais para atingir esse objetivo.

Só porque uma pessoa é minimalista e vive com duas camisas no armário, não significa que ela tem uma vida sem graça ou que ela é infeliz. Se ela sabe o que está fazendo e é feliz assim, ótimo!

Entenda suas prioridades, seus gostos e não se importe em sair do padrão da sociedade. A vida é muito curta para se preocupar com o que os outros pensam – e também para gastar a sua energia julgando as outras pessoas.

Se você simplesmente parar de julgar os outros e entender que todos nós somos diferentes, você se surpreenderá como a vida pode ser leve e alegre sem toda essa carga negativa.

6- Quanto menos dinheiro você gasta, menos você precisa

Ao gastar menos dinheiro e viver em um padrão de vida abaixo daquele que você pode pagar, você irá reduzir a quantidade de dinheiro que você precisará no futuro. Com gastos fixos controlados , significa que será mais fácil poupar dinheiro para emergências e para a aposentadoria. Também tornará mais fácil economizar para realizar seus sonhos de consumo.

Gastar menos significa que você poderá alcançar sua independência financeira mais rápido e se aposentar mais cedo.

Se hoje você já vive um padrão abaixo do que pode pagar, você se acostumará com esse estilo de vida e levará para o futuro. Então, no futuro os seus gastos serão mais baixos, tornando mais fácil atingir seus objetivos financeiros.

7- Não existe garantia que você sempre terá o seu salário ao final do mês

Acredito que nos tempos atuais todo mundo já sabe disso. Até quem possui um emprego estável ou um concurso público não deve jamais contar com o seu emprego como uma segurança para o futuro.

A verdade é que você nunca sabe até quando irá ter um salário. Você pode ser demitido, sua empresa pode falir, podem haver cortes de gastos no governo que irão acabar com o seu cargo.  Você pode ficar doente, ou simplesmente desejar largar tudo e se dedicar exclusivamente à sua família. Ou empreender. As possibilidades são inúmeras, e todas elas levam à mesma conclusão: o seu salário não é garantido para sempre.

Você também não irá trabalhar para sempre, e por isso não deve contar com a garantia da aposentadoria pelo INSS. Se hoje a política e a economia estão caóticas, quem dirá em um período de 10, 20, 30 anos? Não é algo inteligente colocar seu futuro nas mãos dos governantes, por isso é preciso pensar no futuro e economizar desde já, usando o poder do tempo e dos juros compostos a seu favor.

Então, ao invés de gastar todo o seu dinheiro, você deve buscar meios de poupar mais e investir para garantir o seu futuro.

8- As melhores coisas da vida são gratuitas

felicidade frugalfelicidade frugal

Pare um pouco e pense sobre a sua vida. Você possui amigos com os quais pode contar? Familiares que te apoiam? Alguém que te ama? Ou simplesmente um estranho na rua que segurou a porta para você passar? Tudo isso é de graça. E essas são as maiores felicidades da vida.

Além dos relacionamentos, existem inúmeras experiências que são gratuitas. Um dia no parque, um pôr do sol bonito, bibliotecas, atividades culturais gratuitas na sua cidade, uma boa caminhada, tudo isso pode ser feito de graça.

Viver uma vida frugal significa que você é capaz de aproveitar tudo o que você já tem hoje sem precisar consumir e ter coisas novas o tempo inteiro. Pense nas crianças: quantas vezes você já viu uma criança que ganha um presente se divertir mais com a caixa e com o embrulho do que com o brinquedo que estava dentro?

Para alguns, ter prazer em viver sem gastar rios de dinheiro pode ser algo difícil de ser feito em um primeiro momento. Mas uma vez que você entende que a felicidade não vem das coisas que você consome e que você já possui tudo o que é mais importante na vida, você perceberá que o dinheiro não importa de verdade.

O dinheiro não compra felicidade. Ele compra coisas e experiências, e a verdadeira felicidade está em aproveitá-las por completo. Isso significa que usar o seu dinheiro de maneira correta e focar no que realmente te faz bem é o que traz a felicidade verdadeira.

 

Conclusão

Poupar dinheiro e viver a vida não são atividades concorrentes. A partir do momento que você tem seus objetivos em mente e aprende a priorizar aquilo que te faz feliz, o dinheiro passa a ser secundário.

Quebre paradigmas, pare de gastar de forma irracional apenas seguindo vontades momentâneas ou porque a sociedade julga ser o correto. Tome as rédeas da sua vida e do seu dinheiro.

Você trabalha duro todos os dias para ganhar seu salário, mas isso não significa que o dinheiro é uma recompensa que deve ser usada imediatamente. Pelo contrário. Usar o dinheiro de forma consciente, poupar e ter um planejamento financeiro significa dar ainda mais valor ao seu trabalho. Cada gota de suor vale a pena quando conseguimos atingir nossos objetivos e priorizar os nossos sonhos e desejos verdadeiros.

Se você deseja entrar de vez na jornada da educação financeira, acompanhe os artigos aqui do blog e invista no seu conhecimento – esse é o melhor investimento do mundo. Confira também meus cursos publicados na Udemy, eles irão ajudar você a aprender de uma maneira simples e prática como investir e cuidar melhor do seu dinheiro.

Agora eu quero saber: você vive uma vida frugal? Se importa com o que as outras pessoas pensam sobre o seu estilo de vida?  Deixe sua resposta nos comentários.

Se você acredita que esse artigo foi de alguma ajuda, compartilhe com os seus amigos também 🙂

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.