Você trabalha, trabalha, trabalha… e seu salário acaba antes do final do mês.

Aquele novo celular está á venda por 12x R$ 19,90.

Está barato, não dá nem 1 real por dia… e você realmente precisa de um celular novo.

Já ouviu a expressão ”de grão em grão a galinha enche o papo”? Pois é, de parcela em parcela, seu banco enche o papo.

como fazer um planejamento financeiro
Bye Bye dinheiro!

A falta de planejamento financeiro é o principal motivo do endividamento dos brasileiros.  Parcelamentos longos normalmente possuem juros altos embutidos, e com isso o consumidor paga muito mais caro pelo produto. Inclusive, mais caro do que poderia pagar.

Outra consequência da falta de planejamento é a falta de segurança, pois ao não construir uma reserva financeira, você se torna vulnerável. Sem uma reserva, e com a renda comprometida com contas e dívidas, qualquer emergência é capaz de destruir a sua vida financeira e estourar seu orçamento muito além do aceitável. E então você passa a viver com medo de perder o emprego ou a sua fonte de renda.

O problema principal raramente é a falta de dinheiro, e sim a má administração desse recurso

Para usar bem o dinheiro, você precisa enxergar além das necessidades imediatas e fazer um planejamento financeiro.

O planejamento financeiro significa dar um rumo ás suas escolhas financeiras. É saber o quanto entra e o quanto sai,  equilibrar as contas, construir uma reserva financeira e poupar para realizar seus sonhos.

É conseguir dormir á noite sabendo que seu dinheiro está sob controle.

Como Fazer um Planejamento Financeiro?

Atualmente existem diversas abordagens, na maioria das vezes baseadas em planilhas e cortes de gastos.  Normalmente esse é o primeiro passo para a maioria das pessoas. Mas o caminho não é por aí.

Aprender a utilizar planilhas e aplicativos é a parte técnica do planejamento financeiro. Para que isso funcione, é necessária uma mudança de mentalidade e de hábitos financeiros.

Mudando a sua mentalidade sobre o dinheiro, entendendo ele como meio para realizar seus sonhos e não como um fim por si só, o controle do orçamento via planilha e aplicativos fica em segundo plano. 80% do resultado virá de dentro de você.

Para dar uma visão mais abrangente sobre esse tema, descrevi abaixo as 5 etapas do planejamento financeiro, desenvolvidas pelo Prof. Elisson de Andrade, baseadas em sua experiência na educação financeira de seus alunos e descritas em seu livro “As 5 Etapas do Planejamento Financeiro”.

Etapa 1) Convencimento Pessoal

Antes de iniciar seu planejamento financeiro, é necessário entender que é possível e necessário sair do ciclo vicioso das dívidas e parcelamentos. O primeiro passo é refletir sobre a importância e o papel que o dinheiro desempenha em sua vida.

Será que a falta de dinheiro realmente é a causa de todos os seus problemas?

Preste atenção aos seus gastos e ao seu padrão de vida. Será que você realmente precisa ter tudo o que tem hoje?

Não estou dizendo que você precisa se privar de tudo. Afinal, passar a vida toda sem alguns ‘’luxos’’ e sem fazer o que gostamos não é algo saudável. Porém, é necessário ter prioridades e fazer escolhas. Pare e reflita:

O que aconteceria se hoje você perdesse a sua fonte de renda?

Por quanto tempo conseguiria se manter?

É preciso pensar e estar prevenido para as emergências que sempre acontecem com qualquer pessoa.

Muitas vezes as pessoas vivem apenas da filosofia ‘’carpe diem’’, acreditando que não tem sentido poupar e cuidar do dinheiro pois não levarão nada para o túmulo.

De fato, não vão.

Mas o que acontece nesse meio tempo, enquanto elas não vão para o túmulo?

Irão viver uma vida de excessos e consumismo, mas que lá no fundo não as deixa dormir á noite pois sabem que possuem inúmeros carnês e faturas para pagar no dia seguinte?

Essa é uma excelente forma de destruir sua qualidade de vida e ir para o túmulo mais rapidamente. Se é isso que você quer….

Se pensarmos friamente, esse argumento não é válido. Porque se pensarmos que não levaremos nada para o túmulo, não tem sentido ir á escola, fazer cursos e trabalhar, por exemplo. Você não pode passar a sua vida inteira pensando dessa forma. Você não levará nada para o túmulo, mas deixará sua herança para o mundo e para a sua família.

Que tipo de herança você quer deixar para a sua família? Dívidas?

Não seria muito melhor batalhar para conseguir uma vida próspera e com qualidade de vida?

É nisso que consiste a etapa de convencimento pessoal. É um convite á reflexão sobre o papel que o dinheiro desempenha em sua via, quais são as suas prioridades e o que é preciso mudar para que o dinheiro funcione como um aliado, e não como um vilão.

Etapa 2)  Conhecimento Financeiro

Para um bom planejamento financeiro, é necessário conhecer as ferramentas essenciais para a análise das suas finanças. É preciso entender conceitos como Balanço Patrimonial e Fluxo de Caixa, e entender quais são as regras para uma vida financeira equilibrada.

Como fazer um planejamento financeiro

É nessa etapa que entram todas as planilhas, aplicativos, técnicas e estratégias para o controle do orçamento. Porém, tudo isso deve ser realizado a partir das conclusões obtidas na primeira etapa do planejamento pessoal.

Seu orçamento deve ser feito com base em seus valores e em seus sonhos. Não transforme o ato de poupar dinheiro e preencher planilhas em um mal necessário. Não é um mal.

Dinheiro é só papel, quem transforma ele em algo bom ou ruim são as pessoas.

Etapa 3) Definição de Objetivos

Nesta etapa, você deverá estabelecer quais são seus objetivos de curto, médio e longo prazo para seu dinheiro.

 Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve – Alice no País das Maravilhas

Conhece esta frase?

Sem objetivos definidos, é inviável a realização de um planejamento financeiro, pois estes servirão de base para a mudança de comportamento e possibilitará a realização dos sonhos.

objetivos financeiros
O que quero fazer com meu dinheiro?

Seus objetivos devem estar alinhados com os seus sonhos e seus valores. Não pense pequeno aqui, pois com tempo e planejamento , tudo é possível. Coloque seus sonhos no papel, e estabeleça prazos e valores para eles. Com essas informações em mãos, ajuste quanto deveria poupar mensalmente para realizar esses sonhos.

Lembre-se de considerar o efeito dos juros compostos, pois esse dinheiro poupado será investido. Para isso, você pode utilizar simuladores de poupança e de investimentos que existem gratuitamente na internet ou uma simples planilha do excel.

Sem um objetivo definido, não faz sentido fazer um planejamento financeiro.

Poupar dinheiro somente pelo ato em si não traz nenhuma vantagem e com o tempo você irá desistir. Afinal, para quê se privar de gastar o dinheiro se não há algum objetivo maior? Apenas acumular números na sua conta-corrente não significa nada.

Etapa 4) Mudança de Hábitos Financeiros

Depois de saber que é preciso mudar, adquirir conhecimentos técnicos e definir objetivos, é hora de colocar tudo isso em prática. A mudança de hábitos financeiros é um ponto chave em um planejamento financeiro.

hábitos financeiros
Todos devem caminhar juntos!

Hábitos são ações que você executa sem pensar. É aquele chiclete que você se acostuma a comprar cada vez que visita a padaria. Os hábitos existem desde ações pequenas como essa até atitudes sistêmicas, como o hábito de parcelar compras sem nem mesmo saber se há dinheiro para pagar as parcelas depois.

Esses hábitos estão enraizados e é preciso prestar atenção em suas atitudes diárias para conseguir identifica-los. O consumismo é um hábito péssimo que acaba com o seu dinheiro e não traz nenhum benefício duradouro.

Adquirir bons hábitos permite uma melhora na sua qualidade de vida, pois você sairá da condição de endividamento ou da incapacidade de poupar dinheiro e irá caminhar em direção a uma vida financeiramente equilibrada.

Etapa 5) Investimentos

Poupar significa se privar do consumo no presente para guardar dinheiro. Já investir significa aplicar o dinheiro poupado para multiplicá-lo.

investir dinheiro
Oba! Filhotes!

Ao investir, você potencializa o efeito do planejamento financeiro, fazendo seu dinheiro poupado gerar mais dinheiro e com isso encurtar o prazo de realização dos seus sonhos.

Os juros compostos são uma ferramenta maravilhosa pois, a médio e longo prazo são capazes de dobrar e até triplicar o dinheiro investido. É dinheiro gerando dinheiro sem que você precise trabalhar para isso.

Investir dinheiro é fundamental para a realização dos seus sonhos, especialmente se o valor para atingi-los é muito alto. Por exemplo, se seu sonho é um imóvel próprio, é possível conseguir o dinheiro para pagá-lo á vista em menos da metade do tempo necessário para pagar um financiamento se o dinheiro for poupado e investido.

Aqui no blog existem vários artigos sobre investimentos. Para quem está começando do zero, recomendo a leitura: ‘’Como Investir Dinheiro – O Guia Definitivo’’

Conclusão

Fazer um planejamento financeiro não é somente anotar seus gastos em uma planilha. Vai muito além disso.

Qualquer mudança deve começar de dentro para fora, e com o dinheiro não é diferente. É preciso primeiro entender e mudar a sua mentalidade para então poder utilizar as ferramentas disponíveis da melhor maneira possível.

O diferencial da metodologia em 5 passos desenvolvida pelo Professor Elisson é uma melhor compreensão do que significa Educação financeira. Dividindo o processo em partes, é possível realizar mudanças duradouras na sua vida financeira, e ao final o saldo será positivo.

Espero que esse post tenha ajudado a esclarecer algumas dúvidas e uma base sobre como começar a organizar a sua vida financeira. Para mais informações sobre esse assunto, recomendo ler o E-book do Prof. Elisson. Ele escreve de uma maneira simples e didática, excelente para quem está começando.

 

  • Túlio Barbosa

    Muito bom essa matéria,

    Não deixar tudo para a última hora é uma desafio para grande parcela dos Brasileiros, vamos batalhar para sair dessa margem !

    E o planejamento financeiro é o primeiro passo!

  • Poupar e Viver

    Olá Túlio,

    Está correstíssimo!

    Abraços,
    Hevlin

  • odair

    Ola`Hevlin, quero agradecer pelo os otimos artigos, parabens!!para nos que dejemos iniciar no tesouro direto.

  • odair

    Opa!! que desejamos iniciar no tesouro direto abraços!!

  • obrigada, odair!

  • Maris

    Eu estou adorando seu site, ele tem muita informação, excelente conteúdo! Tenho dificuldade em uma coisa: sonhos. Não tenho sonhos, mas tenho objetivos, e então, fiquei pensando, “qual é a diferença entre sonho e objetivo?” Gostaria que você falasse um pouco mais disso, se puder. Obrigada 😉

  • Olá Maris, tudo bem?
    Pode deixar, sua sugestão está registrada aqui 🙂
    Para adiantar, a diferença é bem simples: um sonho é algo que você deseja. Ele se torna um objetivo a partir do momento em que você coloca isso no papel e constrói um planejamento para realizá-lo!
    Todo sonho pode ser transformado em um objetivo.