LCI e LCA: Investimento Seguro e Sem Imposto

4
31
lca

Recentemente realizei uma pesquisa entre pessoas interessadas em aprender sobre investimentos e venho observado que as pessoas tem muito interesse em aprender sobre investimentos seguros e rentáveis.

Pensando nisso, resolvi criar este artigo sobre as LCI e LCA, que são títulos comumente ofertados pelos bancos. Muitas pessoas não entendem o que é, e portanto achei útil compartilhar.

Aqui no Blog já existem artigos sobre outros investimentos seguros, como o Tesouro Direto. Porém esta não é a única opção para você que está fugindo da poupança mas ainda não tem segurança para se aventurar na Bolsa de Valores.

Ao longo dos próximos tópicos, vou passar tudo o que você precisa saber para entender o que é este investimento, porque ele é vantajoso, suas desvantagens, e como investir com segurança. Espero que goste do conteúdo!

LCI e LCA- Que Bicho é Esse?

LCA e LCI

Muitas pessoas ouvem falar sobre estes investimentos, muitas vezes dentro do próprio banco, e acabam descartando essa opção por não entenderem exatamente do que se trata. Além disso, é comum se referir ás LCI e LCA ao mesmo tempo, e isso confunde muita gente.

Ambos os investimentos possuem a mesma estrutura básica, a diferença é apenas o nome (óbvio!) e o tipo de garantia. Na prática, porém, isso não faz diferença.

As LCI e LCA são títulos de crédito privado emitidos por uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central.

Ou seja, são títulos que os bancos (como Banco do Brasil, Caixa, Santander, e também os bancos pequenos) emitem com o objetivo de captar dinheiro para financiar suas operações de crédito em determinado setor.

LCI – Letra de Crédito Imobiliário

O termo LCI significa Letra de Crédito Imobiliário. Logo, ao investir em uma LCI, você estará emprestando dinheiro para o banco financiar operações no setor imobiliário. Por exemplo, uma LCI do Banco do Brasil é destinada exclusivamente para captar dinheiro para o BB fornecer empréstimos para financiar imóveis.

Sendo assim, a garantia de uma LCI são as próprias hipotecas destes imóveis financiados pelo banco. Se o banco emprestar dinheiro e levar um calote, o imóvel vai a leilão e o dinheiro arrecadado será em parte destinado a pagar os investidores que compraram as LCI. Quando você compra uma LCI, as garantias serão os próprios imóveis que foram objeto desse empréstimo.

LCA – Letra de Crédito do Agronegócio

Já a LCA significa Letra de Crédito do Agronegócio. O princípio é o mesmo da LCI, mas neste caso o banco utilizará o dinheiro captado dos investidores para financiamentos na área do agronegócio.

Para o investidor, não faz diferença entre investir em LCI ou LCA, pois ambas partem do mesmo princípio e possuem as mesmas características de rentabilidade, custos e garantias.

Agora que você já entendeu o que significam estas siglas, no próximo tópico você irá entender quais são as vantagens destes investimentos e porque eles são tão divulgados.

Vantagens

A grande vantagem em investir nas LCIs e LCAs é que ambas são isentas de imposto de renda para pessoas físicas.

Esse fato contribui para que esses títulos tenham uma rentabilidade superior ao de outros produtos de renda fixa como a Poupança, CDB, e até mesmo o Tesouro Direto em alguns casos.

Por exemplo, para que um CDB de um banco seja tão rentável quanto uma LCI ou LCA de vencimento em 90 dias, a uma rentabilidade de 90% do CDI, o CDB deveria oferecer 116% do CDI, uma taxa considerada difícil de ser encontrada no mercado. Isso acontece porque no prazo de 90 dias há a cobrança de 22.5% de imposto de renda sobre os rendimentos do CDB, enquanto que as letras de crédito são isentas.

Portanto, investir nas letras de crédito é uma excelente oportunidade dentro dos investimentos em renda fixa!

Desvantagens

Como nem tudo são flores, as LCAs e LCIs possuem algumas desvantagens em relação aos outros investimentos de renda fixa.

– Aplicação mínima

A primeira desvantagem é a aplicação mínima. Se por um lado no Tesouro Direto é possível investir a partir de R$ 30,00, nas LCIs e LCAs normalmente requerem um valor de aplicação mínimo acima de R$ 10.000,00. Em alguns casos bancos grandes oferecem aplicações mínimas a partir de R$1.000,00, porém com rentabilidades muito mais baixas, podendo não valer a pena conforme o caso.

Por exemplo, o BB oferece uma LCI com aplicação mínima de R$ 1.000,00, a uma taxa de 80% do CDI, o que corresponderia a uma rentabilidade de 10,21% a.a. na data de publicação deste artigo (nov/15). Considerando que nesta mesma data há títulos do Tesouro Direto rendendo cerca de 7% acima da inflação, esta rentabilidade é considerada baixa.

Já a LCI da Caixa Econômica Federal exige uma aplicação mínima de R$ 30.000,00, e a aplicação mínima da LCA é de R$5.000.000,00.

Portanto, este investimento não é acessível a todos os bolsos.

– Prazos

A segunda desvantagem são os prazos. Estes investimentos possuem um prazo mínimo de resgate do dinheiro. Portanto, a liquidez é prejudicada e o recomendável é manter o dinheiro investido durante todo o prazo do investimento. Por exemplo, a LCI do banco Bradesco possui um prazo de carência mínimo de 90 dias.

Além do prazo de carência, resgatar uma LCI ou LCA antes do prazo pode gerar penalidades na rentabilidade, que varia conforme o banco. Logo, não é recomendável investir a reserva de emergência nas letras de crédito.

Riscos ao investir em LCI e LCA

Riscos dos Investimentos em LCI

As letras de crédito são títulos de renda fixa, logo naturalmente possuem menores riscos e volatilidade se comparadas à renda variável como a bolsa de valores e fundos imobiliários.Os riscos de investir em LCIs e LCAs são considerados baixos, e consistem basicamente no ‘’perigo’’ da instituição bancária falir.

Entretanto, o risco de perder dinheiro com a falência de um banco é remoto, já que este investimento é protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). O FGC é um fundo formado por vários bancos que destinam uma parcela do seu faturamento para aplicar neste fundo garantidor, que irá assegurar os investidores contra quebras dos bancos.

A proteção do FGC é válida para investimentos de até R$ 250.000,00 por CPF por banco. Ou seja, se você comprar uma LCI e o banco falir, o FGC irá devolver todo o seu dinheiro, contanto que não ultrapasse o valor deste teto. Veja aqui a lista de bancos cadastrados no FGC.

Sendo assim, você terá a liberdade de investir em bancos menores e menos conhecidos, que normalmente oferecem taxas mais atrativas, sem se preocupar com o risco de falência dele, desde que esteja cadastrado no FGC. Já ocorreram casos no passado de bancos que faliram e o FGC entrou em ação, então não há muito com o que se preocupar neste sentido.

Rentabilidade

As LCIs e LCAs normalmente possuem rentabilidades atreladas ao CDI, como por exemplo 90% do CDI.
O CDI, ou Taxa DI é a taxa de juros dos empréstimos entre pessoas físicas e pessoas físicas/jurídicas. Já a taxa Selic é a taxa de juros dos empréstimos entre o governo e pessoa física/jurídica. O CDI é baseado na Taxa Selic, e, portanto, seu valor acompanha a taxa de juros da economia. Você pode acompanhar as taxas do CDI no site da Cetip.

Sendo assim, o rendimento real só será conhecido na data de vencimento do título. O que pode ser feito é uma previsão do CDI médio do período para que o investidor tenha uma ideia da rentabilidade, como acontece de forma parecida com o Tesouro Selic.

Para que você tenha uma base de comparação, uma boa LCI ou LCA rende em média acima de 94%. Quanto maior a %, melhor é o investimento, e normalmente estas taxas são oferecidas por bancos menores.

Como Investir em LCA e LCI

Investir meu dinheiro

Para investir em LCA e LCI, você precisará ter uma conta em um banco ou corretora. Seu banco atual provavelmente oferece este tipo de investimento, logo o primeiro passo é verificar com seu gerente quais são as taxas e prazos oferecidos.

Todos os bancos grandes, como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Santander, Itaú, entre outros, oferecem títulos de LCI e LCA. Lembre-se de, além da rentabilidade oferecida, é preciso verificar também os prazos e aplicação mínima exigidos.

Para investir em Letras de Crédito de bancos menores, você pode abrir uma conta nestes bancos ou, um meio mais fácil, abrir uma conta em uma corretora de valores.

As grandes corretoras possuem parcerias com estes bancos e oferecem títulos de renda fixa como CDB, LCI e LCA dentro de seu próprio sistema. É comum a corretora oferecer uma lista de bancos e títulos de renda fixa, e assim fica mais fácil comparar rentabilidades, prazos e valores.

Recapitulando…

As LCIs e LCAs são títulos de renda fixa extremamente rentáveis devido á isenção de imposto de renda. Entretanto, é preciso verificar os prazos e valores mínimos envolvidos.

Em geral, estes investimentos seguem as seguintes regras:

  • O prazo é maior que 6 meses;
  • Quanto maior a aplicação mínima, maior a rentabilidade;
  • Quanto maior o prazo, maior é a rentabilidade;
  • Quanto maior o banco, menor é a rentabilidade, pois há mais pessoas investindo.

Para tomar uma decisão sobre seus investimentos, é necessário conhecer também outras opções disponíveis dentro da renda fixa, como o Tesouro Direto, CDBs, e na renda variável como a Bolsa de Valores e os Fundos Imobiliários.

É através do estudo e da comparação entre as opções e seus objetivos que você poderá saber qual investimento é mais adequado.

Este artigo teve como objetivo mostrar o básico sobre as LCI e LCA, suas vantagens, desvantagens e cuidados ao investir.

Se você tem interesse em investimentos seguros e rentáveis, não deixe de conferir também meus artigos sobre Tesouro Direto e Como investir no Tesouro Direto Passo-a-Passo . E para iniciar sua vida como investidor(a),  neste blog você pode também aprender como investir dinheiro e conferir um pouco da minha experiência pessoal.

Espero que o artigo tenha ajudado! Deixe sua opinião abaixo 😉

  • Gabriel

    Boa tarde Hevlin!!! Primeiro de tudo muito obrigado por compartilhar essas informações! Cheguei até seu blog lendo os artigos do Jornada do dinheiro. Tenho algumas dúvidas e se possível, por favor, veja se você consegue me ajudar. Primeiro sou o tipo de pessoa que até a pouco tempo acreditava que poupar e investir era guardar dinheiro na poupança. Já li alguns assuntos sobre investimentos mais por não conhecer direito e por medo acabei sempre empurrando. Depois de ler diversos artigos no Jornada do Dinheiros e alguns aqui estou criando mais confiança para realmente investir. Minha dúvida nesse momento é sobre LCI/LCA. Abri contas em três corretoras(EasyInvest, RICO, XP) para avaliar os títulos LCI/LCA. A Easyinvest informa que não cobra nada para investimentos em LCI, RICO cobra 0,20% a 0,40% e XP 9.90/Mês, sendo que essas duas últimas parece ter um leque maior de opções em relação ao tempo e taxa do CDI ofertadas pelos bancos. Vi que que para títulos do Tesouro tem como confirmarmos se o títulos estão associados ao nosso CPF o que passa uma segurança. Há alguma forma de confirmar que as corretoras realmente realizou a transação com o banco escolhido e estes estão associados ao nosso CPF que não seja através das ferramentas das corretoras? Outra dúvida é referente o que foi mencionado neste artigo. LCI/LCA exigem geralmente um mínimo de investimento “alto”. Para nós iniciantes nessa area, que estamos acostumados em ir a bancos(estabelecimento físico/”palpável”) a confiança em investir as economias parece ser mais fácil e segura do que transferir o dinheiro para conta de um corretora onde a maioria do contato poderá ser realizado pela internet.

    Um grande abraço e por favor, continue compartilhando os seus conhecimentos sempre que possível!!!

    Obrigado

  • Olá Gabriel, tudo bem? Que bom que o artigo ajudou!
    Olha é o seguinte, as grandes corretoras devem possuir o selo da Cetip Certifica (caso vc tenha dúvidas, envie um email para a corretora pedindo essa confirmação antes de investir). No site da Cetip há uma lista com as instituições cadastradas: https://www.cetip.com.br/cetipcertifica esse selo garante que, ao comprar um título de renda fixa privado, o registro dele ficará em seu nome e CPF.
    Quanto ao investimento alto, realmente esta questão de segurança é algo que preocupa muita gente, porém se você investe em uma corretora grande e de renome, com o selo da Cetip, não há problema algum, desde que o investimento seja menor do que 250 mil reais por cpf por banco. Essas operações são extremamente seguras. Os bancos grandes pagam taxas menores justamente por essa ”falsa” sensação de segurança devido á negociação ”física” dos títulos. Se você realmente deseja investir bem seu dinheiro, é preciso começar a se acostumar a transferir o dinheiro para a corretora. O importante é não deixar o dinheiro parado lá, transfira o dinheiro já sabendo no que vai investir, pois a conta da corretora não é uma conta corrente. A corretora não pode fazer nada com seu dinheiro , mas caso aconteça algo extremo, como uma falência, você fica desprotegido.
    Apenas lembrando que o ideal é diversificar sempre os investimentos, mesmo dentro da renda fixa. Não deixar somente o dinheiro nas LCI/LCA, mas investir também nos títulos do tesouro direto e títulos de outros bancos.
    qualquer dúvida, é só perguntar!

  • Gabriel

    Hevlin, Muito obrigado pela atenção!!! Sim, estou estudando também sobre CDB, Tesouro e FII. Assim que eu for adquirindo um pouquinho mais de experiência vou diversificar os investimentos. Mais uma vez, obrigado pela atenção e por compartilhar seus conhecimentos. Abraço