museu de valores do banco central

O Museu de Valores do Banco Central raramente é lembrado pelos viajantes ao planejar uma visita a Brasília. Estou inclusa neste grupo, pois vou todos os anos à capital federal e nunca havia sequer ouvido falar sobre este museu.

Este ano, porém, estávamos buscando algo para fazer e nos deparamos com o Museu de Valores na lista do TripAdvisor, e resolvemos conferir.

O resultado?

Museu de Valores do Banco Central

Uma grata surpresa!

Fiquei impressionada pela falta de informações sobre este museu, tanto nos guias turísticos quanto na internet como um todo. É um museu desconhecido, infelizmente, mas na minha opinião se transformou em uma jóia da capital brasiliense.

O passeio é rápido, agradável e com fácil acesso para quem estiver em uma passagem rápida pela capital federal.

Além disso, a visita também é 100% Gratuita e você ainda ganha um presente: uma moeda cunhada pelo Banco Central especialmente para os visitantes do Museu de Valores. 🙂

Um Passeio pela História do Dinheiro

O Museu de Valores do Banco Central é um passeio muito interessante, uma verdadeira viagem à história das moedas no Brasil e no mundo. Ele também possui uma seção sobre educação financeira e uma área dedicada à história da exploração do ouro no Brasil.

É o passeio perfeito para fãs da numismática, pois possui exemplares de moedas raras do mundo inteiro, inclusive as antigas patacas e moedas de porcelana (Meissen) utilizadas pelos alemães após a Segunda Guerra Mundial.

Salas Temáticas

Existem várias salas temáticas que englobam desde o Brasil Colonial até curiosidades monetárias:

Sala Curiosidades Monetárias

O Museu de Valores do Banco Central possui uma seleção de peças que fogem à regra geral em que enxergamos o dinheiro como um papel ou uma moeda metálica.

Nesta seção, existem vários exemplos das “moedas” incomuns que entraram em circulação em vários períodos históricos: formatos curiosos, materiais incomuns, moedas gigantes e moedas minúsculas.

A maior e a Menor moeda do mundo

 

Sala Ouro

Na minha opinião, esta é a sala mais interessante do Museu de Valores do Banco Central. A exposição percorre todo o processo de obtenção do ouro, desde a mineração até a cunhagem dos lingotes, moedas, medalhas e joalheria.

Além disso, esta sala possui a maior pepita de ouro do mundo em exposição, com “apenas” 150 kg:

maior pepita de ouro do mundo

Sala Brasil

A Sala Brasil possui um acervo que mostra toda a história do dinheiro no Brasil, desde os primeiros contatos dos portugueses com os índios até os dias atuais.

sala Brasil

Existem exemplares e quadros explicativos com moedas e cédulas do Brasil Colônia, Reino Unido, Império e República, incluindo também cédulas especiais, certificados, bilhetes bancários e unidades comemorativas. Quem se interessa por Numismática irá adorar esta sala!

Sala Emissões do Banco Central

O Museu de Valores foi fundado pelo Banco Central, e nesta sala existem exemplares de todas as cédulas e moedas emitidas pelo Banco Central desde que ele foi criado em 1964.

sala emissoes do banco central

Sala Mundo

Na sala Mundo, existem cédulas e moedas de mais de 50 países do mundo, cada um com o seu padrão monetário e as suas curiosidades.

sala mundo

 

Além das salas temáticas, também existe um painel mostrando todo o processo de criação da cédula, desde a escolha da arte final até o desenvolvimento das técnicas para evitar a falsificação. Ao final do passeio você também poderá adquirir lembrancinhas e moedas raras na loja oficial do museu – uma ótima oportunidade para os apaixonados por numismática.

Museu de Valores e a Educação Financeira

Além das salas dedicadas à numismática e a história do dinheiro, existe uma exposição especial voltada para a psicologia econômica:

psicologia econômicaw

Particularmente, esta foi a exposição que mais gostei, e também a primeira que visitei no museu, por motivos óbvios: é tudo o que eu busco ensinar para as pessoas!

educação financeira

Esta sala possui vários quadros, vídeos e atividades interativas que convidam o visitante a refletir sobre as suas decisões de consumo – muitas delas inconscientes. É uma área muito interessante, e mostra a importância da educação financeira no dia-a-dia.

comprar a vista ou a prazo

 

Uma das atividades interativas mais interessante é o painel sobre as armadilhas do Marketing dos supermercados, muitas das quais mencionei no artigo sobre como economizar no supermercado. Nela, você irá aprender todas as estratégias utilizadas pelos grandes varejistas para incentivar o processo de compra. Ao final,  há um quadro magnético em que você poderá montar a sua própria oferta.

A exposição é super didática e com aplicações diretas no dia-a-dia. Recomendo!

Horário de Funcionamento

O museu funciona de segunda a sexta das 10h às 18h, e também no primeiro sábado do mês das 14h às 18h. Confira a programação atualizada no site do Banco Central.

Como Chegar

O Museu de Valores é localizado dentro do prédio do Banco Central do Brasil, no Setor Bancário Sul, Quadra 3 Bloco B. É este prédio aqui, perto da Caixa Econômica Federal:

Banco Central do Brasil

museu de valores como chegar

Carro

Adicione o endereço abaixo ao seu GPS:

O prédio fica localizado no plano piloto, perto do eixo monumental. Logo, é possível passar no Museu de Valores se você estiver visitando a Catedral, Congresso Nacional, Torre de Televisão e demais atrações das redondezas.

Existem várias vagas de estacionamento públicas por perto. Se você estiver passeando pelo eixo monumental, não recomendamos ir a pé até o museu. Em Brasília, as aparências enganam. Apesar de parecer perto, devido ao relevo plano, na prática são vários km de distância entre os pontos turísticos.

Recomendamos também aproveitar a visita e conhecer o saguão de entrada do prédio da Caixa Econômica Federal e conferir o acervo com 24 vitrais criados pelo artista Lorenz Heilmair. Cada vitral representa um estado brasileiro, e são todos muito bonitos!

Transporte público

Existe uma estação de metrô por perto, a 102 Sul. Você deverá sair pela saída Eixinho Leste e andar até o museu (aproximadamente 500 m).

Também é possível chegar de ônibus, pois a rodoviária do Plano Piloto fica a 1 km do museu, e vários ônibus passam em frente ao prédio do Banco Central do Brasil pela avenida Eixo L Sul (existe um ponto de ônibus bem em frente ao prédio).

Find-the-Perfect-Hotel 728x90

Conclusão

O Museu de Valores do Banco Central é uma verdadeira viagem à história do dinheiro. É um passeio imperdível para quem adora moedas, e de quebra ainda dá a oportunidade de ver como é o prédio do Banco Central do Brasil por dentro.

Além disso, também há também uma galeria de arte no oitavo andar, com obras de Cândido Portinari, Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, entre outros.

Este é um passeio tranquilo, gratuito e relativamente rápido. Separe uma ou duas horas do seu dia para conferir essa jóia escondida na capital federal, garanto que vai valer a pena!

Clique aqui e acesse o site oficial do Museu de Valores

E você, já visitou o museu? Deixe aqui seus comentários 🙂